O que é remuneração variável e qual o seu contexto atual?

remuneração variável

Uma das novidades implementadas pela reforma trabalhista (Lei n.º 13.467/2017) que trazem diversas vantagens para as empresas é a ampliação da possibilidade de fornecer remuneração variável. Agora, o artigo 457 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) prevê o pagamento de ajuda de custo, auxílios, prêmio e liberalidades.

Quer saber como esse tipo de remuneração funciona na prática? Confira, neste artigo, qual é a diferença entre a remuneração fixa e a variável, quais são as vantagens dessa última, suas desvantagens, como implementá-la na rotina da empresa e outros tópicos no assunto. Leia mais!

Qual é a diferença da remuneração fixa para a variável?

A remuneração variável consiste em uma forma de pagamento que pode ser maior ou menor conforme fatores estabelecidos pela empresa, como a produtividade, alcance de metas, comissões ou até mesmo ganhos do negócio.

Por outro lado, a remuneração fixa não varia conforme sua atuação no trabalho ou os lucros do negócio, mas isso não impede que existam adicionais noturnos, de insalubridade, vales etc.

Ressalta-se que é possível remunerar os colaboradores de forma fixa e variável simultaneamente — por exemplo: um vendedor tem um salário fixo mensal, mas pode ter ganhos adicionais conforme alcance as metas.

Existem diversas maneiras de realizar o pagamento de forma variável. Algumas delas são:

  • prêmios e incentivos: bônus fornecidos aos colaboradores que se destacam no trabalho, podendo ser uma viagem, vale-compras etc.;
  • participações nos lucros: gratificação dada como parte dos lucros obtidos pela empresa no ano;
  • comissões de vendas: pagamentos pelo cumprimento de metas e objetivos;
  • prêmios por produtividade: recompensa pela produtividade, que pode ser dada para toda uma equipe ou individualmente.

Quais são as vantagens da remuneração variável?

A empresa usufrui de um amplo rol de vantagens ao optar por remunerar seus colaboradores de forma variável. Muitos deles derivam do fato de os colaboradores se esforçarem para bater metas e alcançar resultados. Esses benefícios são:

  • incentivo à busca da qualidade total;
  • aperfeiçoamento da produtividade e gestão de tempo em geral;
  • maior colaboratividade entre as equipes para alcançar metas;
  • estímulo à busca do reconhecimento na empresa;
  • instigação ao desenvolvimento de melhores técnicas de vendas;
  • incentivo à produção com qualidade.

Além disso, também há uma considerável economia de custos e despesas no negócio, pois o art. 457 (alterado pela reforma trabalhista) diz que os valores recebidos a título de abonos e prêmios não integram a remuneração do colaborador nem se incorporam ao contrato de trabalho.

Isso significa que não há incidência dos encargos trabalhistas e previdenciários, como 13º, férias, contribuição previdenciária patronal e outras obrigações sobre esses valores.

Por fim, também há reforço dos valores culturais da empresa, pois estimula todos os empregados envolvidos na remuneração variável a obter melhores resultados, se profissionalizar, participar de treinamentos e outros métodos que aumentem a produtividade do trabalho exercido.

Quando os colaboradores conseguem atingir os resultados desejados, seus esforços são reconhecidos, e eles se sentem valorizados e conquistam maior satisfação pessoal, já que a dedicação gerou resultados positivos, o que fomenta seu crescimento profissional.

E quais são as desvantagens dessa forma de remuneração?

As desvantagens desse tipo de remuneração consistem na maior dificuldade de implementação dela em uma empresa. É crucial entender os pontos fortes e fracos de sua equipe, além de suas vontades e desejos, para determinar a premiação adequada.

Também é preciso trabalhar muito bem as metas, pois elas não podem ser muito fáceis nem excepcionalmente difíceis, e realizar uma gestão eficiente da equipe. Pode-se dizer que implementar a remuneração variável requer mais conhecimento, planejamento e trabalho que determinar salários fixos.

Por que essa forma de remuneração vem ganhando cada vez mais espaço?

Os reflexos da remuneração variável são mais benéficos do que muitos imaginam, pois, quando os colaboradores se esforçam para ser reconhecidos e conquistar resultados na empresa, também há retenção de talentos, que são os indivíduos mais produtivos e com perfil ideal para a organização.

Com isso, há uma considerável redução da taxa de turnover (rotatividade de funcionários), ou seja, haverá menos necessidade de desligamentos e contratações, gerando economia com processos seletivos — que incluem divulgação de vaga, entrevistas, dinâmicas — e treinamentos.

Graças a essa vantagem, a empresa conseguirá manter um quadro de colaboradores altamente especializados, produtivos, esforçados e que sempre estarão trabalhando em prol do desenvolvimento profissional e da organização. Esse é um grande diferencial competitivo para que o negócio se destaque perante os concorrentes de mercado.

Como implementar a remuneração variável na sua empresa?

Para aproveitar os benefícios dessa remuneração, é preciso adaptar a rotina e reestruturar certos processos da sua empresa. A seguir, trazemos as melhores dicas para uma implementação de sucesso.

Implantar uma cultura de inovação

O primeiro e mais importante passo consiste na transformação da cultura empresarial. É importante que os colaboradores e setores — incluindo o contábil, administrativo, RH, de vendas, entre outros — estejam prontos para adotar tecnologias que otimizem os resultados, facilitem o acompanhamento de indicadores de desempenho (KPI) etc.

Outro fator relevante consiste no fato de que a rotina será acelerada, as vendas se elevarão, haverá maior mix de produtos vendidos, e a carteira de clientes aumentará; por isso, é importante que o negócio esteja preparado para atender a demanda e aproveitar o aumento dos lucros.

Conhecer muito bem seus colaboradores

Faça uma pesquisa sobre os gostos dos seus colaboradores, conheça seus perfis e quais meios de premiação são mais valiosas para eles. A partir dessas informações, você conseguirá estabelecer as recompensas mais atrativas para o pessoal, motivando-o ao alcance de resultados.

Criar metas alcançáveis

De nada adiantaria fornecer uma recompensa valiosa e de acordo com os desejos dos colaboradores se as metas são inalcançáveis, pois eles não tentarão atingi-las. O gestor deve encontrar o nível de dificuldade ideal para seu negócio.

Desenvolver uma boa campanha de incentivo

A campanha de incentivo é uma ação estruturada por marketing de incentivo que tem como objetivo aumentar a produtividade de seus colaboradores. Ela deve ter um bom nome, além de um objetivo claro e concreto. Aqui, é fundamental que a tecnologia seja utilizada inteligentemente para monitorar os resultados com precisão e melhorar a comunicação com os colaboradores.

A remuneração variável é uma ferramenta poderosa para aumentar a motivação dos membros da sua equipe, já que conseguem ver que seus esforços geraram resultados positivos. Entretanto, é importante preparar sua empresa para que seja bem-sucedida na implementação dessa forma remuneração.

Quer se manter sempre atualizado e informado sobre o assunto? Receba mais conteúdos gratuitamente no seu e-mail assinando a nossa newsletter!

Related Articles